Redação Onde.ir

Você não pode ir embora de Gramado sem assistir ao show de acendimento do Natal Luz

32NatalLuzGramado_1239.jpg

Luzes. Muitas luzes. É o que não falta nos espetáculos que animam, emocionam e fazem jus ao título do Natal mais famoso do Brasil. E no Show de Acendimento, um dos principais espetáculos da 32ª edição do evento, são essas luzes que fazem o espírito natalino se materializar nas mais diversas emoções, tudo isso em frente ao Palácio dos Festivais, principal cartão postal de Gramado. Se você está passando suas férias em Gramado, não pode ir embora sem assistir à este verdadeiro show. 

Como em todos os espetáculos que fazem parte da programação do Natal Luz, o Show de Acendimento das Luzes é uma história teatral e musical, onde seis personagens do realismo fantástico, denominados “Senhores do Tempo”, trabalham na “Usina dos Sentimentos”, máquina responsável por acender a energia da cidade e fazer o Natal acontecer.

“A Usina é movida a cinco sentimentos: amor na cor vermelha, esperança que é verde, fé na cor branca, surpresa na cor dourada e a alegria que é colorida. O trabalho dos Senhores do Tempo é fazer o público ajudar a carregar os sentimentos da máquina, que estão vazios, e só com todos eles completos que as luzes da cidade acendem”, ressalta Edson Erdmann, que criou o formato atual do show há três anos, quando assumiu a direção artística do Natal Luz.

Além disso, o espetáculo conta com a ajuda providencial do Papai Noel, que entra em cena para fazer a mágica acontecer, sempre com a participação fundamental do público. Com as luzes da cidade acesas, muitas surpresas acontecem, mas a principal delas vem encantando o público em Gramado: a neve artificial, um dos momentos mais especiais do show.

“Quando todos os sentimentos são acendidos, a Usina dos Sentimentos funciona e tem uma das coisas mais legais que acontecem somente numa cidade tropical do Brasil em 81 dias: neva em Gramado todo dia”.

Nesta edição do Natal Luz, toda essa magia do Show do Acendimento das Luzes acontece diariamente, com uma duração entre 20 e 25 minutos e um público que gira em torno de oito mil pessoas por apresentação.

O texto do espetáculo é criação da roteirista Valéria Chalegre e do diretor artístico Edson Erdmann.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *