Redação Onde.ir

Criador do Cirque de Soleil quer trazer poesia para as cidades

Criador de espetáculos para o Cirque Du Soleil, o canadense Michel Lemieux preferiu falar sobre um outro projeto no Fórum Gramado de Estudos Turísticos, nesta sexta-feira (10). Lemieux apresentou o projeto Cité Mémoire, implantado em Montreal, com a projeção de cenas históricas da cidade em 25 prédios, e que envolveu 600 pessoas entre historiadores, escritores, atores e técnicos. O projeto foi feito para comemorar os 375 anos de Montreal e custou 200 milhões de dólares canadenses, cerca de R$ 590 milhões.


Lemieux defendeu o uso da tecnologia agregada à história das cidades. “Os jovens acham que a história é um livro empoeirado, por isso ela depende da forma como nós apresentamos a eles”, afirmou o canadense.”Um dos desafios do século XXI é nos acalmarmos. Por isso, queremos trazer a poesia para as cidades, mas uma poesia ligada à tecnologia”, comentou Lemieux.

Em sua palestra, o criador do Citè Mémoire disse que há uma nova forma de fazer turismo: a viagem de aprendizado. Segundo Michel Lemieux, as pessoas estão interessadas em conhecer mais sobre a cidade visitada e, para atender a esta demanda é preciso juntar tecnologia e uma abordagem mais humana para atrair o interesse das crianças e dos jovens. Segundo Lemieux, o projeto de Montreal pode ser replicado em qualquer outra cidade do mundo. No momento ele trabalha em um projeto semelhante para Paris, mas defende que seja adotada por cidades menores, como é o caso de Gramado. E deu a receita: “Para criar algo semelhante aqui é preciso caminhar pelas ruas, fazer perguntas para as pessoas e utilizar historiadores, escritores e atores locais”. “A cultura aqui é muito rica”, finalizou Lemieux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *