Redação Onde.ir

Final do concurso Melhor Chef da Região das Hortênsias acontece neste sábado

Prato do Chef Cassiano Mello


A Cozinha Experimental deste sábado vai receber três chefs muito especiais. A estrutura montada na Praça Major Nicoletti será o palco para a prova final do concurso Melhor Chef da Região das Hortênsias realizado pelo Senac-Gramado. No último dia 28, foram escolhidos os três finalistas entre os dez concorrentes.

Chef Cassiano Melo, Nonno Mio. (Foto: Rafael Cavalli/SerraPress)

Cassiano Melo, do restaurante Nonno Mio.

Chef Joceli da Silva, Boreal. (Foto: Rafael Cavalli/SerraPress)
Prato do Chef Joceli da Silva, Boreal.

Joceli da Silva, do Boreal Rasen Gastro Pub.

Chef Thomas Silveira, Hotel Wood. (Foto: Rafael Cavalli/SerraPress)

Thomas Cortinaz Silveira, do Wood Hotel Casa da Montanha.

Prato Chef Thomas Silveira, Hotel Wood. Foto Rafael Cavalli/SerraPress

Nas últimas duas semanas, os finalistas puderam praticar e ajustar as receitas a partir das sugestões que receberam da banca avaliadora na primeira etapa. No entanto, não é permitido alterar o prato, que deve seguir a receita original. A proposta desse ano foi ter o milho como a estrela, insumo tradicional e abundante no Chile, país convidado desta edição. A prova inicia às 9h e tem duração de três horas. O melhor chef recebe o troféu Concha de Cristal, oferecido pela Cristais de Gramado, além outros presentes, como utensílios de cozinha.

A diretora do Senac-Gramado, Daniela Barbosa destaca a importância da prova. “As cidades da Região das Hortênsias e, sobretudo, Gramado, são conhecidas pela excelente gastronomia. Queremos incentivar e valorizar os chefs locais, que são profissionais fundamentais para o desenvolvimento dos nossos potenciais”, avalia.

Banca de peso

Três chefs de prestígio internacional compõem a equipe de jurados. O chef senegalês Mamadou Sène é professor do curso de Gastronomia do Senac Porto Alegre. Formado na França, já passou por mais de 20 países e já trabalhou nas redes de hotéis Meridian e Club Mediterranée. Foi chef itinerante da embaixada do Brasil em Dakar e, a partir do contato com o embaixador à época, decidiu vir para o Brasil em 1979. Está em Porto Alegre desde 1983.

Os chefs chilenos César Torres e Marcelo Mora, ambos professores no Inacap (Universidade Tecnológica do Chile – Instituto Profissional e Centro de Formação Técnica) também integram o júri. César também está à frente da confeitaria Mür Gourmet, em Valparaíso, e Marcelo é ex-aluno e agora professor do Inacap e coordena uma equipe de 15 profissionais, além de prestar consultoria para novos restaurantes e realizar banquetes e eventos. “Minhas origens são da cozinha chilena antiga, são influências de onde nasci e me criei, resgato o que a minha avó cozinhava”, comenta Marcelo, que vem pela primeira vez ao Brasil. E continua “a gastronomia de Gramado é conhecida mundialmente e gostei muito do que comi até agora”, avalia o chef.

Sabor, montagem, produção, organização, higiene e cronologia são alguns dos aspectos que serão observados pelos jurados para compor a avaliação.

O concurso é uma promoção conjunta da Abrasel RS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), do Senac Gramado e da Gramadotur. A final acontece a partir das 9h na Cozinha Experimental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *