Redação Onde.ir

Gramado está infestada pelo Aedes Aegypti

A 5ª Coordenadoria Regional de Saúde do Estado notificou a Secretaria da Saúde de Gramado informando que o Município passou à condição de infestado por Aedes Aegypti em virtude de amostras em residência na Rua Iracema Muraru. As amostras foram realizadas no dia 15 de março deste ano. A 5ª Coordenadoria recomenda nesse caso, que sejam feitas amostras em 100% dos imóveis da cidade. Segundo a notificação, Gramado possui aproximadamente 12.000 imóveis para serem amostrados. A Coordenadoria finaliza o documento dizendo que para prevenir uma possível epidemia de dengue exige o empenho de todas as esferas governamentais.


O Secretário da Saúde de Gramado, João Teixeira, convocou uma Coletiva de Imprensa às 14 horas desta quarta-feira para informar as ações que a sua pasta estará realizando.

 

Saiba mais sobre a Dengue, Zika e Chicungunya: 

 

A Dengue MATA! É preciso eliminar todos os focos que podem ser tornar criadouros do mosquito e evitar que esta praga tome conta de nossa cidade!

Aedes aegypti  é o mosquito transmissor da dengue e da febre amarela urbana. Menor do que os mosquitos comuns, é preto com listras brancas no tronco, na cabeça e nas pernas. Suas asas são translúcidas e o ruído que produzem é praticamente inaudível ao ser humano.

 

Sinais e sintomas:

 

O Aedes Aegypti pode transmitir a dengue, zika e chicungunya.

 

Zika 

 

Chicungunya:

 

Dengue clássica:

 

Dengue hemorrágica:

 

 

Como evitar: 

 

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. Veja as principais orientações:

 

Prevenção/Proteção

  • Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.
  • Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.
    Cuidados
  • Caso observe o aparecimento de manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, busque um serviço de saúde para atendimento.
  • Não tome qualquer medicamento por conta própria.
  • Procure orientação sobre planejamento reprodutivo e os métodos contraceptivos nas Unidades Básicas de Saúde.

 

Para informação

  • Utilize informações dos sites institucionais, como o do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municiais de saúde.
  • Se deseja engravidar: busque orientação com um profissional de saúde e tire todas as dúvidas para avaliar sua decisão.
  • Se não deseja engravidar: busque orientação médica sobre métodos contraceptivos.

 

Cuidados dentro das casas e apartamentos

  • Tampe os tonéis e caixas d’água;
  • Mantenha as calhas sempre limpas;
  • Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  • Mantenha lixeiras bem tampadas;
  • Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  • Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  • Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  • Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

 

Área externa de casas e condomínios

  • Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  • Limpe ralos e canaletas externas;
  • Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  • Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
  • Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.

 

 

Infográficos: TuaSaude.com

Informações de prevenção: ANS – Agência Nacional de Saúde

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *