Câmara de Vereadores levanta demandas com a comunidade sobre a concessão da RS-115 e da RS-235

Câmara de Vereadores levanta demandas com a comunidade sobre a concessão da RS-115 e da RS-235

A Câmara de Vereadores de Gramado conduziu um novo debate, por meio de audiência pública, para levantar demandas sobre o novo modelo de concessão das rodovias pedagiadas do RS. A audiência pública foi promovida na noite desta terça-feira, dia 10, no Plenário Julio Floriano Petersen, com a intenção de reunir as principais reivindicações da comunidade de Gramado.

As sugestões da população serão incluídas em um documento a ser entregue ao Governo do Estado. A transmissão completa da audiência pública está disponível no Facebook (facebook.com/camara.gramado) e no  Youtube (youtube.com/camaragramado) do Legislativo.

Participaram do encontro o secretário de Planejamento de Gramado, Rafael Barros; e o diretor de Trânsito do Executivo, Tiago Procópio.

Obras propostas

O investimento previsto em obras para Gramado, diante do novo modelo de concessão, por um período de 30 anos, é de R$ 341 milhões – sendo R$ 107 milhões em ampliações, R$ 99 milhões em melhorias e R$ 135 milhões em manutenção e recuperações. A proposta do Estado é que a concessionária amplie as pistas duplicadas de 4,36 km para 31,97 km. Ou seja: poderão ser duplicados em torno de 26 km de rodovias que cruzam Gramado.

A previsão é que existam duas rótulas alongadas. Uma delas é proposta para a ERS-373, no bairro Várzea Grande (na Serra Grande); a segunda deverá ser inserida na RS-235, no acesso ao Vale dos Pinheiros e ao bairro Carazal. No entanto, não aparecem no planejamento do Estado sugestões de obras para os bairros Jardim, Várzea, Carniel e Avenida Central. "Estas são questões que nos preocupam. Este é o momento de mobilização da comunidade, em que devemos fortalecer quais são as nossas questões", afirma o presidente do Legislativo, vereador Professor Daniel (PT).

Também estão sinalizadas duas obras de arte especiais que consistem, na prática, em viadutos na RS-115: um na entrada da Linha Carahá, de R$ 29,9 milhões; e outro na "curva do S", de R$ 54,3 milhões.

Opinião da comunidade

Marcelo Neumann: tratou da obra de viaduto na "curva do S"; e de possíveis ações na RS-235, no sentido Gramado-Canela.

Tela Tomazeli: abordou a atenção a quem utiliza bicicleta; e a segurança daqueles pedestres que atravessam a RS-115, no bairro Jardim, e também a RS-235

Éder Rossa: opinou sobre o acesso ao Serra Park, no bairro Três Pinheiros, e também à Vila do Sol, na Várzea Grande; além das questões de mobilidade em horário de pico no bairro Várzea Grande

Sergio Ladniuk: afirmou que deve existir uma adequação à rótula próximo ao condomínio Aspen, em vez de se construir uma junto ao Laken, na RS-235

Domennico Junior: declarou que a concessão por 30 anos é muito longa

Karla Oliveira: deixou registrada a preocupação com as rotatórias, acessos aos bairros e a travessia de pedestres

Meri: sugeriu um escritório da concessionária em cada cidade para atendimento da população; e também a isenção de pedágio para moradores da Linha Araripe

Dirlei: comentou que é a favor da duplicação em determinados locais, porque em muitos não há nem calçamento

Informações Adicionais

  • Câmara Municipal de Vereadores de Gramado
  • Paulo Vargas/Divulgação
Brechó Beneficente arrecada R$ 5.754 para Casa Vit...
PUCRS e Fronteiras do Pensamento | Desconto Especi...

Posts Relacionados

Apoiadores

© 2021 BasFas Marketing Services