Redação Onde.ir

Morre Eva Piwowarski, curadora do Festival de Cinema de Gramado

Depois de lutar contra um câncer, faleceu em Buenos Aires na noite da última segunda-feira, 7 de janeiro, a curadora do Festival de Cinema de Gramado Eva Piwowarski.

Apaixonada pelo cinema latino-americano, a atriz, cineasta, diretora, produtora e ativista cultural estava desde 2014 na curadoria do evento dando um olhar especial às produções latinas ao lado do crítico Rubens Ewald Filho e do jornalista Marcos Santuario.

Ao longo destes quase cinco anos, Eva sempre incansável na defesa do cinema latino, muito se orgulhava de sua missão de levar o nome do Festival de Cinema de Gramado mais longe e fazer parte do trio de curadores do evento.

Iara Sartori, diretora de eventos da Gramadotur lamenta a perda. Ela vai fazer falta. Temos muito a agradecer a nossa parceira de tantos anos. Muito antes de ser curadora do evento, Eva já participava do Festival como colaboradora e incentivadora. Sua inclusão no trio de curadores foi um consequência de sua ativa participação e reconhecimento. Seu trabalho acrescentou ainda mais em credibilidade e qualidade. Gramado será sempre muito grato a Eva Piwowarski.

Assessora audiovisual da Universidade Nacional de Jujuy, coordenadora de projetos da Fundação Gerardo Vallejo e ex-coordenadora do Programa Polos Audiovisuais da TV Digital Argentina, Eva foi responsável por promover a produção televisiva federal junto ao sistema universitário nacional argentino. Ao longo de sua carreira, foi uma das diretoras do Programa Mercosul Audiovisual da União Européia e criadora da Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul (RECAM).

O corpo de Eva foi enterrado nesta terça-feira (8) à tarde, no Cemitério da Chacarita, em Buenos Aires. Ela deixa três filhos, um neto e o companheiro Daniel Gonzalez.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *