Como os protocolos sanitários auxiliam na retomada do turismo

Como os protocolos sanitários auxiliam na retomada do turismo

Uma das fortes tendências do turismo pós-pandemia é a busca por destinos e empreendimentos que adotem protocolos sanitários de proteção contra a Covid-19. Diante disso, o Ministério do Turismo lançou o Selo Turismo Responsável. A iniciativa pioneira da América Latina definiu protocolos de biossegurança para 15 atividades turísticas, garantindo mais segurança para turistas e trabalhadores do setor na retomada dessas atividades. 

A inciativa do governo brasileiro foi alvo de elogios e reconhecimento por parte das entidades mais importantes do mundo no setor – OMT e WTTC. “Não temos dúvidas de que à medida que o turista se sente mais seguro e protegido, a tendência é que ele viaje mais e contribua para o retorno do nosso setor, resultando na geração de emprego e renda para a nossa população, em especial nesse momento tão delicado”, explica o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Hoje, já são mais de 27,5 mil estabelecimentos turísticos com o “Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro”, mas é preciso avançar ainda mais.

Para solicitar o selo, o estabelecimento precisa estar inscrito no Cadastur, acessar o site do Selo Turismo Responsável, ler as orientações e declarar atender aos pré-requisitos determinados. Desse jeito, ele pode fazer o download do selo para impressão. Tudo de maneira rápida e gratuita.

A fiscalização é feita pelo próprio turista, maior interessado no respeito aos protocolos, que pode identificar se o estabelecimento que está visitando ou hospedado segue as regras de segurança. O Ministério do Turismo convida você, que trabalha no setor, a aderir a inciativa e oferecer esse diferencial ao seu cliente em potencial.

Uma das fortes tendências do turismo pós-pandemia é a busca por destinos e empreendimentos que adotem protocolos sanitários de proteção contra a Covid-19. Diante disso, o Ministério do Turismo lançou o Selo Turismo Responsável. A iniciativa pioneira da América Latina definiu protocolos de biossegurança para 15 atividades turísticas, garantindo mais segurança para turistas e trabalhadores do setor na retomada dessas atividades. 

A inciativa do governo brasileiro foi alvo de elogios e reconhecimento por parte das entidades mais importantes do mundo no setor – OMT e WTTC. “Não temos dúvidas de que à medida que o turista se sente mais seguro e protegido, a tendência é que ele viaje mais e contribua para o retorno do nosso setor, resultando na geração de emprego e renda para a nossa população, em especial nesse momento tão delicado”, explica o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Hoje, já são mais de 27,5 mil estabelecimentos turísticos com o “Selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro”, mas é preciso avançar ainda mais.

Para solicitar o selo, o estabelecimento precisa estar inscrito no Cadastur, acessar o site do Selo Turismo Responsável, ler as orientações e declarar atender aos pré-requisitos determinados. Desse jeito, ele pode fazer o download do selo para impressão. Tudo de maneira rápida e gratuita.

A fiscalização é feita pelo próprio turista, maior interessado no respeito aos protocolos, que pode identificar se o estabelecimento que está visitando ou hospedado segue as regras de segurança. O Ministério do Turismo convida você, que trabalha no setor, a aderir a inciativa e oferecer esse diferencial ao seu cliente em potencial.

Gramado Summit 2021 - Programação Oficial
Transporte gratuito para a Gramado Summit

Posts Relacionados

By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to https://gramado.onde.ir/

Apoiadores

© 2021 BasFas Marketing Services