Atraso na duplicação da BR-116 no Rio Grande do Sul eleva custo da obra

Obras na BR-116 estão atrasadas no RS (Foto: Reprodução/RBS TV)Obras na BR-116 estão atrasadas no estado (Foto: Reprodução/RBS TV)

A demora na conclusão da duplicação da BR-116 no Rio Grande do Sul torna a obra mais cara, como mostra a primeira reportagem da série "BR-116: duplicação urgente", exibida nesta segunda-feira (20) no RBS Notícias. O prazo de conclusão era 2014, mas até agora nada foi terminado.

O orçamento inicial da duplicação de 200 km entre Porto Alegre e Pelotas era de R$ 900 milhões, há cinco anos. O valor das obras, que deveriam ser finalizadas em 2014, passou para R$ 1,2 bilhão. Mais de mil propriedades foram desapropriadas.

A Frente Parlamentar pela Conclusão da Duplicação da BR-116 promoveu nesta segunda uma reunião com representantes do Ministério dos Transportes e do governo do Rio Grande do Sul e de entidades representativas e órgãos da Região Sul do estado. O evento, realizado no Vestíbulo Nobre da Assembleia Legislativa, abordou o término dos trabalhos na rodovia, que começaram em 2012.

O secretário de Gestão de Programas de Transporte do Ministério dos Transportes, Luciano de Castro, garantiu a destinação de R$ 59 milhões para os trabalhos em 2017 e disse que mais recursos podem ser alocados no segundo semestre.

BR-116 RS (Foto: Reprodução/RBS TV)Duplicação foi dividida em nove lotes
(Foto: Reprodução/RBS TV)

A verba deverá ser usada para finalizar a obra entre Guaíba e Barra do Ribeiro. No entanto, para acabar tudo, ainda são necessários mais R$ 600 milhões, dinheiro que não está previsto no orçamento. A duplicação da rodovia, que corta o Brasil e que, no estado, tem mais de 700 quilômetros, é aguardada por quem trafega na estrada.

Dos nove trechos em obras, apenas um tem grande movimentação de operários. Três lotes estão ativos, porém com movimentação baixa de trabalhadores, e outros cinco pontos estão totalmente parados.

A duplicação facilitaria a vida de quem trafega na BR-116. No trecho gaúcho da rodovia federal, passam cerca de 2,5 milhões de veículos anualmente.

O percurso de 260 quilômetros entre Pelotas e Porto Alegre já levou três horas para ser feito. Atualmente, com movimento constante, leva quase quatro horas. Dezessete ônibus deixam a cidade do Sul do estado diariamente com destino a capital, enquanto 16 veículos se dirigem no sentido inverso.

Não bastassem as obras, os casos de imprudência tornam a viagem ainda mais perigosa. “Normalmente, eu tenho vindo de ônibus, não tenho vindo mais de carro. Até pela segurança”, pontua o médico Tomás Isolan.

Na reportagem dest terça-feira (21), a série vai mostrar os materiais e o dinheiro público desperdiçado nas obras de duplicação da rodovia.

BR-116 RS (Foto: Reprodução/RBS TV)BR-116 percorre mais de 700 quilômetros no RS (Foto: Reprodução/RBS TV)

Copyright

© G1 - Globo

Trio suspeito de roubar carro em Porto Alegre é ba...
Em nove anos, número de fiscais do Mapa cai 50% em...
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Login Aqui
Visitantes
Domingo, 26 Março 2017
© 20007 - 2016 Onde.Ir. All Rights Reserved

Please publish modules in offcanvas position.