Crianças atendidas pelo Pão dos Pobres fazem visita especial de Dia das Crianças a museu de Porto Alegre

Para comemorar o Dia das Crianças, 30 alunos da Fundação Pão dos Pobres, de Porto Alegre, tiveram um dia de diversão no Museu de Ciências e Tecnologia da PUC. Os meninos e meninas foram acolhidos e moram na instituição, que existe desde 1895 e atende atualmente 1,4 mil crianças.

Na hora de descer do ônibus, a empolgação tomou conta da turma com tantas atrações para curtir, entre elas, o giroscópio, brinquedo que encantou Dheivid Miranda Santos, de 13 anos.

"Tem que largar o peso do teu corpo para a frente. Se eu quero ir para a frente, faço assim e viro de costas. Se quero ir para frente eu vou, se quero ir para o lado. só vou virando. É legal", afirma.

A criançada se dividiu nos três andares de exposição, olhando, tocando e descobrindo. No fim, todos foram ao redor da esfera eletrostática e ficaram com o cabelo em pé. "Achei assustador, pensei que meu cabelo ia ficar todo para cima", brinca Anelise da Silva Oliveira, de 15 anos.

Para o professor de Geografia, Marcelo Santos, a experiência tem muito valor para as crianças. "É uma oportunidade única para eles. Temos muitas atividades aqui, muitas coisas importantes que a gente pode passar e, além de toda a questão tecnológica, tem essa possibilidade deles entenderem as questões da formação da vida no planeta".

Assim como o Pão dos Pobres, escolas públicas podem se inscrever em um programa da PUC para lever seus alunos de graça ao museu.

"Esse programa fomenta não o passeio ao museu, embora as criancas tenham também um tempo livre ao museu, mas o professor é convidado a fazer uma pré-visita, para elaborar sua aula, para que no dia da visita efetiva ele possa aplicar e desenvolver conteúdos com as crianças", explica o coordenador Educacional do Museu da PUC-RS, João Luiz Ferraro.

Copyright

© G1 - Globo

Lei que regula o serviço de transporte por aplicat...
Procissões, carreatas e homenagens marcam dia de N...