Pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul é negado na Câmara dos Vereadores

Pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul é negado na Câmara dos Vereadores | Rio Grande do Sul | G1
emailfacebookgooglepluspinteresttwitterwhatsapp

Por G1 RS

16/04/2018 22h42 Atualizado há menos de 1 minuto

Sessão ocorreu ao longo de segunda-feira (16). Com todos os tópicos da denúncia rejeitados, o processo foi arquivado (Foto: Câmara de Vereadores de Caxias do Sul)

A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul rejeitou a denúncia que embasava o pedido de impeachment do prefeito do município da Serra gaúcha, em sessão que teve início pela manhã e final por volta das 20h50 nesta sexta-feira. Com isso, o processo foi arquivado, e o prefeito foi absolvido na Casa.

Foram votados no plenário sete tópicos que formavam a denúncia. Todos foram rejeitados. São eles:

Descumprimento de lei em relação ao mandato de vice-prefeito, Impedimento do funcionamento regular da Câmara, Descumprimento de Lei Municipal no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, Descumprimento de lei na composição do Conselho Municipal do Meio Ambiente, Descumprimento da lei na terceirização do Pronto Atendimento 24h,Descumprimento de lei no Financiarte,Descumprimento de ordem judicial no preenchimento de vagas na educação infantil.

A votação decorre de um pedido de denúncia-crime, movido por 29 pessoas, e aceito pelos vereadores no fim do ano passado. Uma comissão processante foi escolhida para analisar o caso.

O relatório com o parecer julgou improcedente o pedido e sugeriu o arquivamento das denúncias contra Guerra. Além da cassação do mandato do prefeito, o grupo também pedia que ele fosse proibido de exercer qualquer função pública por cinco anos.

Em entrevista coletiva após a sessão que aprovou o prosseguimento do processo de impeachment na Câmara, Guerra disse que "a democracia está ameaçada" e que alguns grupos não aceitaram o resultado das eleições.

Às 21h30min, o presidente @Ameneguzzi encerrou a sessão extraordinária, com os vereadores assinando a ata. Após 13 horas de sessão, agradecemos a sua companhia e lembramos que, nesta terça-feira (17/04), às 8h30min, teremos sessão ordinária. Acompanhe! Boa noite! pic.twitter.com/ldJkH64cQ3

Copyright

© G1 - Globo

VÍDEOS: RBS Notícias de segunda-feira, 16 de abril
Justiça Federal condena 15 pessoas por tráfico int...