Série de reportagens 'Educar para mudar' mostra relação entre educação e violência

A educação é a maneira mais eficiente de se combater a criminalidade. A opinião, compartilhada por inúmeros especialistas, e embasada em dados divulgados por diversos órgãos de todo o país, é retratada na série de reportagens "Educar para mudar", veiculada no RBS Notícias entre os dias 7 e 11 de agosto (veja abaixo as cinco reportagens).

'Escudo' contra criminalidade

A primeira reportagem da série (veja acima) mostra estudos elaborados pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS) e pelo professor Daniel Cerqueira, do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), do Rio de Janeiro, que apontam uma relação inversa entre o crime e a educação. Quanto maiores são as taxas de escolarização, menores são os registros de violência.

Bons resultados em cidades pequenas

Duas cidades da Serra do Rio Grande do Sul são retratadas na segunda reportagem da série (veja acima) como exemplos de como obter qualidade no ensino apesar da falta de investimento por parte do estado. Cada uma com pouco mais de 5 mil habitantes, Picada Café e Lindolfo Collor, a cerca de 75 km de Porto Alegre, destinam mais de 30% do orçamento municipal à educação.

Força-tarefa na periferia de Canoas

A quarta reportagem da série (assista acima) retrata um projeto na periferia de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, que reúne uma força-tarefa para manter jovens nas escolas e longe do mundo do crime. Em um ano, 86 alunos foram incluídos no programa, e nenhum deles abandonou os estudos. Em alguns casos, famílias também recebem acompanhamento.

Copyright

© G1 - Globo

Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 2,5 milhões n...
Professores se empenham em alertar a família sobre...