Redação Onde.ir

Oktoberfest de Igrejinha inicia com desfile, solenidade de abertura e show animado

Quem aproveitou o feriado de sexta-feira (12) para prestigiar o início da 31ª Oktoberfest de Igrejinha viveu um dia de animação, tradição e muita música.

No início da tarde a comunidade local e visitantes levaram cadeiras às ruas centrais da cidade para ver a passagem do Desfile Oficial, que com o tema “Uma história de amor” contou a imigração e colonização da região. Escolas municipais, entidades e voluntários apresentaram a história da Oktoberfest de Igrejinha – com a participação de voluntários da primeira edição realizada em 1988 -, ex-presidentes, eternas soberanas. Bailes de Kerb, grupos de dança e as primeiras empresas de Igrejinha também foram lembrados na passagem do desfile.

Já com um bom público reunido no Parque de Eventos Almiro Grings o Pavilhão 2 recebeu no final da tarde a Solenidade de Abertura, que contou com autoridades do Estado, e municipais que enalteceram a festa e os benefícios gerados por ela não apenas para Igrejinha, como todo o Vale do Paranhana.

Citando a última estrofe do hino de Igrejinha “Interior e cidade se irmanam, neste belo desejo comum, e com fé vigorosa proclamam: Um por todos e todos por um”, o presidente da 31ª Oktoberfest de Igrejinha Luis Carlos Schuler, pediu dedicação aos voluntários para fazer desta uma edição memorável.

Representando o Governo do Rio Grande do Sul o secretário estadual de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer, Victor Hugo, lembrou e homenageou os imigrantes que cruzaram o mar para colonizar a região de Igrejinha e destacou o exemplo que a festa dá para outras cidades e eventos. “Temos aqui um exemplo de união entre cultura e turismo para todo o país, um evento que faz acontecer e que faz dessa cidade cada vez maior”

A corte, formada pela rainha, Natália Schmitt, e as princesas Princesa Bárbara Sparrenberger, e Júlia Göttert, falou da emoção representar a festa e cada um dos voluntários. “Nosso coração pulsa forte dentro do peito, o tema deste ano ‘Onde o amor vira festa’ não poderia ser outro”, afirmou Natália.

A solenidade contou ainda com a sangria simbólica do barril de chopp, um brinde oficial com autoridades e apresentação da Orquestra de Sopros de Picada Café.

A noite ainda reservava grandes momentos com bandinhas típicas e de baile animando e colocando para dançar o público que circulou pelos pavilhões do parque. O primeiro show nacional, com os mineiros do Jota Quest, reuniu os visitantes no pavilhão principal. No repertório canções de sucesso que marcaram a trajetória de 25 anos do grupo e foram entoadas em conjunto com o público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *