Redação Onde.ir

Procura pela vacina da gripe em Gramado é baixa, diz Secretaria da Saúde

A Secretaria da Saúde de Gramado em avaliação ao desempenho da campanha de vacinação contra a influenza mostra preocupação quanto a baixa procura.  Ainda de acordo com dados oficiais,  em anos anteriores o grupo (crianças e gestantes) não alcançou a meta de 90% de cobertura. Para garantir proteção contra a gripe, a coordenadora da Vigilância em Saúde, médica Veterinária Marina Toniolo, alerta aos pais para que vacinem seus filhos de seis meses à idade incompleta de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias) e às gestantes e puérperas.

 

Confira a entrevista com a coordenadora da campanha:

 

Por que a procura pela vacina está abaixo do esperado?

Infelizmente esta situação tem se repetido ao longo dos anos, especialmente para crianças e adolescentes em todo País. Um dos fatores é a falta de informações seguras e fidedignas dos pais. Eles, muitas vezes, têm acesso a notícias falsas que desaconselham à vacinação, atribuindo que campanhas de vacinação fazem parte de conspiração dos governos e tal. As falsas informações fazem com que os pais fiquem receosos de vacinarem seus filhos.

De que modo isso reflete no comportamento da população?

Por outro lado, situações de surto de doenças transmissíveis, que apresentam casos de óbitos, levam a população ao pânico e à procura desenfreada por vacinas, indicando que uma parte da população só busca os meios profiláticos para se proteger quando o risco de adoecimento e de vida é iminente.

O serviço público oferecido é suficiente para atender os moradores de Gramado?

Sim, o Município conta com quatro salas de vacinas, que têm à disposição da população todas as vacinas do Calendário de Vacinação (ver quadro), de acordo com a faixa etária. Para a vacinação contra a gripe, a partir desta segunda-feira, 22, todas as unidades de saúde terão a vacina à disposição dos grupos prioritários.

Além dos endereços físicos da Secretária da Saúde, quais são as estratégias usadas para alcançar a população com a vacina?

Além disso, são executadas ações estratégicas de vacinação nas escolas, instituições e empresas para garantir a proteção da população. Por exemplo: as equipes da Vigilância em Saúde e da Atenção Básica desenvolvem campanhas de vacinação junto ao Programa de Interiorização da Saúde e junto aos moradores que possuem familiares acamados, que não têm condições de se deslocarem até os postos de saúde.

O desinteresse de pais ou responsáveis por crianças, portadores de necessidades especiais e idosos pode gerar responsabilização?

Sim, a negligência acometida pelos pais, responsáveis e familiares poderá ocasionar responsabilização em âmbito judicial e penalidades, conforme os Estatutos da Criança e do Adolescente, da Pessoa com Deficiência e do Idoso, respectivamente.

 

DADOS PARCIAIS DA CAMPANHA

Os dados da Secretaria da Saúde sobre a campanha de vacinação contra Influenza, do dia 10 ao dia 17 de abril:

  • 931 doses aplicadas;
  • 10,55% do grupo prioritário vacinado.
  • No período de 10 a 18 de abril, o foco da campanha era a vacinação de crianças, gestantes e puérperas, cujas coberturas foram as seguintes:
  • 16,88% crianças;
  • 19,52% gestantes;
  • 39,71% puérperas.

 

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO

 

GRUPOS

A partir desta segunda-feira, 22, a vacinação contra Influenza ocorrerá com a mobilização de todos os grupos prioritários em todos os postos de saúde do Município, a saber:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes, em qualquer idade gestacional;
  • Puérperas, mulheres no período até 45 dias após o parto;
  • Trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados;
  • Professores das escolas públicas e privadas;
  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, apresentando prescrição médica com cópia;
  • Indígenas;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A meta de vacinação será de pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários. A estimativa total é que serão vacinadas mais de 15 mil pessoas em Gramado – representa 42,3% da população local.

 

CAMPANHA DE VACINAÇÃO DE 22 DE ABRIL A 31 DE MAIO

  • Centro Municipal de Saúde: 7h30 às 18h30;
  • ESF Várzea-Vila Olímpica: 7h30 às 12h e 13h às 18h;
  • UBS Várzea Grande: 7h30 às 17h;
  • UBS CAIC: 8h às 11h e 14h às 17h (até às 19h);
  • ESF Nailor Balzaretti (Pórtico): 8h às 11h e 14h às 16h30 (até às 17h30);
  • UBS Carniel: 7h30 às 12h e 13h às 16h30;
  • UBS Jardim: 7h30 às 11h30 e 13h às 17h;
  • UBS Floresta: 7h30 às 11h30 e 13h às 17h;
  • UBS Piratini: 7h30 às 11h30 e 13h às 17h.

Informações: Vigilância em Saúde de Gramado – telefone 3295 7100 ramal 4.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *